Eduardo Galeano: Marx e sua relação com o capital



O Capital

Por Eduardo Galeano

Em 1883, uma multidão compareceu ao enterro de Karl Marx, no cemitério de Londres: uma multidão de onze pessoas, contando o coveiro.

A mais famosa de suas frases foi seu epitáfio: Os filósofos interpretaram o mundo, de varias maneiras, mas a questão é mudar o mundo.

Este profeta da transformação do mundo passou sua vida fugindo da polícia e dos credores.

Sobre sua obra-prima, comentou:

- Ninguém escreveu tanto sobre o dinheiro, tendo tão pouco dinheiro. O capital não vai pagar nem os charutos que fumei enquanto escrevia.


Publicado originalmente em 14 de março

Um comentário:

Janice Adja disse...

É um livro que comecei a ler várias vezes e não consegui entender quase nada. Mesmo assim gosto de quando ele
é lembrado pelo que ele foi.
Sou meio leiga nisso.
Beijos!!!!