MST sobre o pré-sal: Nem paraíso do governo, nem inferno dos que se opõem


Qual será o resultado da renda petroleira da exploração do pré-sal?

da Secretaria Geral do MST



Tem saído muitos artigos e comentários a respeito dos resultados da exploração do Pré-sal.
Cada setor social ou corrente ideológica coloca as lentes de seus interesses para analisar a realidade e procura puxar a brasa para sua sardinha.

O governo federal disse em rede nacional que o resultado do pré-sal vai garantir 85% da renda para a União!

A direita (imprensa, tucanos e articulistas) criticou que poucas empresas estrangeiras participaram e, portanto, foi um fracasso. Pasmem!

A Diretoria da Petrobras e a ANP [Agência Nacional do Petróleo]  comemoraram, pois afinal as empresas vão colocar recursos para explorar o pré-sal.

Setores petistas e de correntes partidárias de apoio ao governo comemoraram alegando que os investimentos no pré-sal vão reativar a economia e o emprego.

Um exagero: afinal, os investimentos serão aplicados em plataformas de alta tecnologia, pouco emprego e provavelmente serão encomendadas no exterior.

Além disso, os resultados econômicos do pré-sal, além de serem sentidos na economia apenas a partir de 2018, tem um peso relativamente pequeno no PIB nacional.

Outros setores, mais críticos ao governo, denunciam a quebra da soberania e a privatização do nosso petróleo.
A realidade parece não ser nem o paraíso propagandeado pelo governo, nem o inferno denunciado por alguns.
Consultados setores dos sindicatos de petroleiros e especialistas na área, montou-se a tabela anexa, de como será a divisão da renda petroleira da exploração do pré-sal.

Claro que essa tabela é um arrendondamento e que ainda haveria mais detalhes, como os impostos que podem advir, mas depois que a riqueza estiver circulando na economia.

O custo de extração do barril do petróleo foi estimado, pois ninguém sabe ao certo quanto custará extrair e as estimativas variam de 15 a 25 dólares por barril.
Por isso adotou-se a estimativa mais otimista, de 15 dólares/barril.

Feitos os cálculos gerais, pode-se concluir que a partir de um nível médio de exploração, haveria renda equivalente a 30 bilhões de dólares por ano, ao longo de trinta anos, a partir de 2018.





Nenhum comentário: