Maradona é melhor que o Pelé



Por Erick da Silva

Maradona é melhor que o Pelé. Sei que essa é uma polêmica antiga, em geral, os números dentro das quatro linhas do gramado são amplamente favoráveis ao craque brasileiro. No entanto, quando saímos da comparação futebolística e comparamos a vida pública dos dois atletas fora dos gramados, o placar é amplamente favorável ao Maradona.


É certo que Dom Diego Armando Maradona fez muitas bobagens e trapalhadas com sua própria vida, e envolveu-se em inúmeras polêmicas. No entanto, o Edson Arantes do Nascimento, com seus ares de "bom moço", sempre evitando qualquer polêmica, tornou-se uma figura muito distante do grande e inesquecível craque que foi nos gramados.

Não pretendo aqui fazer um resgate aprofundado da vida "pós-gramados" dos dois craques, apenas registrar a diferença abismal que separa a postura de um e de outro quando se trata de suas opções de "classe".Escolhi duas fotos dos ex-jogadores que são exemplares destas diferenças.

Desde seus tempos como jogador, Pelé nunca se constrangeu em emprestar seu apoio e prestígio internacional para os ricos e poderosos. Na política brasileira, os seus silêncios frente a toda a sorte de arbitrariedades (como por exemplo com a Ditadura Militar brasileira) são notórios. Mais do que seus silêncios, muitas vezes não exitou em adotar posturas de franco apoio público.

No terreno do esporte, jamais Pelé se posicionou de maneira crítica aos descaminhos do futebol brasileiro promovidos por Ricardo Teixeira e cia a frente da CBF. Na foto que ilustra esse post, o abraço afetuoso de Pelé ao então "poderoso chefão" do futebol brasileiro (tendo João Havelange, ex-presidente da Fifa, ao fundo), ilustra exemplarmente esta postura ao lado dos poderosos.

Maradona está longe de ser uma figura coerente, não é difícil encontrar opções e declarações equivocadas, mas sua afinidade e identificação com o povo pobre é inquestionável. O fotógrafo Rafael Andrade da Cruz, então no JB,  flagrou Maradona, em sua fase "vida loca", no carnaval de 2006 do Rio. Durante um dos desfiles, ao conversar do jeito que foi possível da beirada do camarote com um gari, o Maradona propôs uma troca de camisetas: ele dava o abadá do camarote da cervejaria e o gari a camisa da Comlurb.

Em 2014, quando uma histórica greve dos garis do Rio colocou a prefeitura de Eduardo Paes de joelhos, esta foto do Maradona tornou-se ainda mais simbólica e relevante das diferenças que envolvem Maradona e Pelé. Nesta greve dos garis, como de praxe, mais uma vez Pelé silenciou. Por essas e por outras que não temos nenhum vacilo em afirmar que Maradona é melhor que o Pelé!
.

Um comentário:

Luci disse...

Verdade mesmo com a rivalidade do futebol Maradona sempre foi mais humano, sensível com quem realmente precisa de atenção, de apoio - esteve em Cuba fazendo tratamento médico e nunca escondeu, pelo contrário se orgulhava da Ilha Caribenha!